Google+ Followers

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Eu


Eu sou a onda que lava sua alma
Também o silêncio que te mata 
Sou a mão que te salva 
A pedra que esmaga 
A luz que ilumina 
A escuridão que rodeia 
O prazer da emoção 
Uma linda ilusão ... 
Eu sou o amanhecer
Por do sol colorido
O vulcão destrutivo
A vontade de renascer
O perfume das flores
O veneno da serpente
A sombra que te segue
o calor que aquece ...
O desejo de amar e ser amado
Eu ser único e especial,
A mão que Constrói
A imensidão "do mar
O oceano da dor ....
A mulher da tempestade
de atarantadas paixões
Orgasmos verdadeiros
A massagem de seu ego
A alegria de seu cérebro
Mensagem não verbal
A lealdade e devoção
Eu sou uma mãe que cuida
Sou uma mãe que corrige
Mulher e animal se você realmente precisa
Eu sou uma mulher com pedras de silêncios

Cleide Regina Scarmelotto.



                                                   
                                                                   

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

O MEU DEUS...



Olhei ao céu e perguntei ao criador, DEUS quem é você? 

Ele me sorriu alegre, solícito e brando como sempre em paz, e disse com ternura, quem sou eu?

Ora senhora menina, mulher, poeta Cleide Regina, vou lhe dizer quem eu sou:

Hummmmmmmm sou um SER lindo jovem cheio de vida, criativo e alegre, que jamais vai envelhecer, jamais vai adoecer e jamais vai morrer, não sou HOMEM NEM MULHER, sou da natureza divina.
(...) Mas não olhe somente ao céu quando for me procurar, estou em toda natureza, nos olhos inocentes dos animais, aliás que devem ser protegido pelos homens.Sou a inocência da criança e a rapidez da lebre, sou a verdade, o caminho a vida...dentro do coração pulsante, dentro de você, e não longe lá no céu.

Sou o autor da alma, e esta energia que você NÃO vê num cadáver, é o espírito a energia... E para onde vai aquela força que move o corpo de alguém quando a pessoa morre?

Sim, cara Poeta eu sou o AUTOR DA ALMA que tem uma fórmula secreta, que somente eu sei...

Amo a natureza, e através dela, eu presenteio a humanidade com belas paisagens, cachoeiras, mares, florestas, jardins, brisas, belos arco-íris, lindas chuvas, lindos dias de sol, as mais diversas cores,flores e tudo que se move foi criado para agradar,desafiar, divertir, dar paz...

Não acredite em tudo que disseram sobre mim, nem que eu seja um caretão repressor quanto à sua sexualidade, se eu fosse igual conta a humanidade...Certamente eu seria um neurótico e precisaria de terapia, uma terapia para Deus.... O sexo e suas modalidades todas, foi criado por mim como dom da vida para a felicidade de todos e não é para envergonhar-se dele, é motivo de honra, e no entanto os orgãos genitais que deveriam ser motivo de orgulho, virou vergonha...e o ser humano cobriu com vestes...

Eu estava sozinho no caos e então criei uma criatura espiritual que é meu filho jesus, e juntos, construímos todos os anjos pra te proteger, um deles foi ingrato... Não se preocupe, Universo que está bem diante de seus olhos é seu, construa seu caminho, eu dei de presente o livre arbítrio para que escolha o que for melhor pra você.

Quando quiser me encontrar... abrace uma árvore, olhe para o céu, se atire na grama, sinta o cheiro da terra, quando chover, estarei presente no cheiro da terra molhada, e depois no arco íris e no sol, no ar, na imensidão do mar, em cada grão de areia, no sal da terra, que por sua vez, gira, gira, estou em seu girar... E em tudo que for linda paisagem e fizer parte da natureza. Um templo gelado repleto de homens manipuladores, criadores de sentimento de culpa que adoece seu coração, solicitando seu dinheiro, ditando regras, certamente não condiz com tudo que eu sonhei e criei para a humanidade...

Eu amo muito música eu gosto quando vocês seres humanos cantam e tocam para mim.

Confesso que sou um pouquinho ciumento, e não me agrado que vocês tenham outros deuses diante de mim... Eu não gosto que vocês endeusem outros seres humanos... Nem que se coloquem abaixo de ninguém, são todos iguais e são todos meus filhos...

A perversidade me incomoda... E os maus tratos aos animais então? É abominável!
É inadmissível ver um de vocês maltratando um animal indefeso, os animais são puros de coração e foram criados para alegria de todos.
Não pense que com seu livre arbítrio, pode sair por aí matando animais e que não terá volta, cada um que foi perverso com animal o com quem quer que seja, terá de prestar contas... E nosso encontro será extremamente desagradável para quem fez estas coisas...

Nunca finja santidade, a hipocrisia me aborrece, não represente para outros seres humanos... À fim de parecer uma pessoa de Deus...seja sempre você mesma!

Não tenha medo de mim, nunca, nem pense jamais que eu queimaria pessoas vivas num fogo eterno, coisa assim jamais me subiu ao coração! Isso é absurdo!

E nunca se esqueça, eu amo você, através de meu filho Jesus Cristo pude experimentar na pele o que é ser um ser humano, o que é sentir dor e prazer e o que é morrer, e com isto dei de presente a eternidade pra que a vida em abundância alcance sua alma.

Seja honesta, nunca se culpe por se divertir, divirta-se e aproveite bem o mundo que criei pra você, trabalhe e faça o bem, seja grata pela vida, eu pintei um quadro dentro de você, porque sou o autor de sua alma, fiz esta tela com todo meu amor.

E meu amor é maior que tudo e somente o amor pode salvar o mundo!

Este é o MEU DEUS!
AUTORA: CLEIDE REGINA SCARMELOTTO

domingo, 10 de novembro de 2013

LEIAM A HISTÓRINHA DA PRINCESINHA VIVIANE E A BORBOLETA BAILARINA!

NO JARDIM COLORIDO DA CRIANÇA DO FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=324334507693553&set=a.324334487693555.1073741830.319465114847159&type=3&theater

Agradeço se puderem conseguir doação de bonecas negras pra mim! 
Sou contadora de histórias infantis, e faço voluntariado em comunidades de crianças carentes.
DESEJO MONTAR A HISTÓRIA COM OS PERSONAGENS!envio de campanha de email

domingo, 29 de setembro de 2013

Amor louco dura pouco


Este louco me ama... Mas não sabe o que fazer ao amor...
Só sabe deitar fora... Como labirinto de dor...
Trata como injeção letal, até o aperto de mão
Sou seu perigo biológico, sou uma arma química pulsante na explosão.


Arde-me no peito, em fogo e eu, calejada..
De te ver falar de amor sem jamais fazer nada...
Como cachorro que corre atrás da própria cauda...
Fica no virtual fingindo, e no real, uma vida de nada...

Torno-me desajeitada, maria das dores de desejos e receios,
Pulso, e cadê você? Lampejos e anseios
Livrei-me de suas garras, para pousar noutro lugar...
E peguem e lhe façam melhor proveito deste seu faz de conta de amar...

O Amor em mim é, soneto,silêncio,sinfonia...
Um nado relaxante...uma ânsia
De encurtar a distância
Uma chuva na terra molhada com rosas e espinhos, a nova melodia...

Você distante, é sempre uma fuga anunciada.
Eu durmo, você me desperta, então... Desperto você foge...
Quando você me chega, não sou mais eu.
O meu amor vira silêncio de pedra... E um raro clamor à Deus...

Cleide Regina Scarmelotto (Escritora e Poeta)



Fugindo do amor...



Para onde fomos quando nós fugimos um do outro?
Onde é que nos escondemos? Num eterno refrão na canção catapimba?
Num amor por favor,deteste-me, pois quero a liberdade de ouro...
Nos escondemos numa ciranda de pedras, ou nos afogamos numa cacimba?

Será que quando fugimos do nosso amor,
preferimos ficar feito criança semi cega a tatear
Os óculos espatifados ao chão?
A lamentar a mãe perdida no meio da multidão...


Para onde é que nos escondemos?
Quando deste amor fugimos?
Nos escondemos na fragilidade e secura, aridez?
Ou num desmaio, punção lombar, parada cardíaca, no mundo da insensatez?

Será que finge que é homem?
Será que finge que ama?
Será que diz algo quando some?
Olhos nos olhos a quem pensa que engana?

Cleide Regina Scarmelotto (Escritora e Poeta)



O que te resta ?

O que te resta ?

O que te resta ?
Senão as noites no computador...
Cócegas no lugar do tesão... mil tediosos domingos...
Na tela fria do computador, sem carinho nem amor...
A frustração que te torna agressivo... 

O que te resta ? 
Homem que finge bondade?
Comportamento estranho, querer jovem casada...
Implorando ridiculamente uma curtida...
E aventura sem compromisso,
Uma paixão arrebatadora, e um sexo ligeiro...

O que te resta ?
A não ser fazer papel ridículo, atrás de uma ilusão...
A falta de capacidade de amar... A falta de coração...
As implicâncias,escândalos, encrencas... E dinheiro pra guardar...

O que te resta?
Velho mesquinha... Costas dadas de sua mártir mulher,
Mártir, por ter capacidade de te suportar,
Tua bipolaridade,neurose, suas rugas, seu passado,
Que nunca mais vai voltar...

O que te resta?
Conforto morno das coisas conhecidas...
Vida sexual fútil e vazia, e remunerar muito bem linda companhia...
Palavras sem surpresas, na linha derradeira do seu tempo perdido...
Restam horas mortas, dormir? Para onde foi seu sonho?
resta seu amor ao dinheiro, sua avareza, sua amargura,
O sobressalto antes da queda de seu membro víril, a tontura...

O que te resta?
A voragem indecente das cantadas que passa
Em meninas jovens e recém casadas,
Corpo solitário e frio diante da tela de um computador,
Olhando sua esposa mártir na sua cama sofrida sem amor...
E sonhando com a jovem que lhe trás tanta dor.
Acaso acha que ela haveria de te querer?
Porque? Deixaria seu viril marido pelo o que?

O que te resta?
Se não terá o pique, o cheiro a verão antecipar sua ânsia na outra
E não terá a jovem loira que tanto deseja,
E não terá sua juventude de volta...
E fará no mundo virtual palhaçadas...
O que me garantirá boas gargalhadas...
Tenho hoje pena de você, e mais nada...

Cleide Regina Scarmelotto